Da Ferrugem ao Cromo

Up Custons - Geral

Não me lembro de ter tanta dificuldade para escrever um texto desde os posts sobre o McLaren F1. Às vezes, temos pouca informação para um texto e, às vezes, temos tanta, que fica difícil transcrever com o devido respeito as ideias para o GearHeadBanger. No caso do F1, foram quase 20 anos estudando o carro. Na nossa visita à Up Customs em São Caetano são décadas e décadas de paixão automotiva que são transmitidas ao aço por mãos mágicas que formam e reformam sonhos perdidos, mas não esquecidos.
Em uma ensolarada manhã de sábado, fizemos uma visita guiada por um galpão que deixa qualquer gearhead maluco: Mercurys, Dodges, Opalas, Mavericks… Muitas histórias boas foram contadas pelos simpáticos e solícitos Carlos, dono da Up, e pelo Sr. Aguiar, que tem uma experiência de dar inveja a qualquer um, começando pela modelagem do Willys Interlagos conversível, passando pelo Dart e Charger nacionais e até o Rossin Betin Vorax.
Continuar lendo

No coração da víbora

V10 – 8.4 L. Pronto! Preciso explicar mais? Ok. Vamos falar sobre o motor do Dodge Viper.
Lançado em 1992, o Viper vinha com o maior motor de um carro produzido em série, e na época, ele era 8.0 L, o último saiu 8.4 L.
A “criança” deu ao carro sua fama de bruto, também, era de se esperar em um carro sem nenhum controle de tração e 400cv (em sua última versão 600cv).
Mas, a coisa maluca nisso tudo é o que fazem com esses 10 cilindros:

Continuar lendo